TOPO
Publicado na categoriaArtigos

3 Programas para reproduzir livros digitais no formato DAISY

A primeira vez que ouvi falar em DAISY achei que a pessoa estava falando de uma mulher chamada Deise. E para você não cometer esse mesmo engano ou ficar com cara de piso tátil quando o assunto for esse, segue uma explicação bem básica sobre essa tecnologia.

O livro digital DAISY (Digital Accessible Information System), em uma tradução livre Sistema Digital de Informação Acessível, é um formato de arquivo, que como o próprio nome sugere, faz com que o acesso à informação seja mais fácil às pessoas, beneficiando principalmente pessoas com deficiência visual.

Os livros nesse formato (DTB – Digital Talking Book) podem ser lidos em voz sintética, voz gravada ou em texto, além de oferecerem uma série de vantagens para os usuários. Entre elas podemos destacar:

  • Facilidade na Manipulação dos arquivos;
  • Possibilidade de ir diretamente para uma determinada página;
  • Navegar pelo índice do livro e ir direto à um capítulo ou seção específica;
  • Fazer anotações no livro;
  • Marcar um determinado trecho.

O formato DAISY, foi adotado pelo Ministério da Educação como um dos formatos de livros do Plano Nacional do Livro Didático e é reconhecido internacionalmente como o que há de mais moderno em acessibilidade de leitura.

E agora que já sabemos que DAISY não é uma mulher e sim um formato de livro digital, precisamos saber como reproduzi-los e onde podemos encontrar bons livros para ler no conforto do nosso lar.

1. FSReader

Logotipo do leitor de tela JAWS

O FSReader é o leitor de livros digitais da família JAWS, ou seja, foi desenvolvido pela Freedom Scientific. Teoricamente ele vem instalado por padrão desde a versão 6.0 do leitor de tela JAWS. Digo teoricamente porque só me lembro de ter tomado conhecimento deste programa na versão 11.0 do JAWS.

Um dos pontos positivos do FSReader é justamente a integração com o JAWS. Digamos que eles foram feitos um para o outro. Outro ponto positivo é a simplicidade do programa. Basicamente só há dois painéis bem distintos: o painel superior mostra o índice do livro e o painel inferior mostra o conteúdo do que foi escolhido no painel superior.

O que falta ao FSReader é uma maior possibilidade de configuração por parte do usuário. Mentira! Na verdade o FSReader não tem opção nenhuma para configuração ou personalização do mesmo. No final das contas o que importa mesmo é ter acesso ao livro e isso ele faz com muita tranquiilidade.

Desenvolvedor: Freedom Scientific | Versão: 3 (você precisa instalar o JAWS para ter acesso ao FSReader)

Baixe o JAWS 17

2. Dorina DAISY Reader

Logotipo da Fundação Dorinha Nowill

Desenvolvido pela Fundação Dorina Nowill para cegos (Não diga!), o Dorina DAISY Reader é um leitor de livros digitais bastante completo. Possui uma interface com apenas três cores: preto, branco e amarelo, facilitando a leitura de livros por pessoas com baixa visão.

O fato de possuir versões em três idiomas: Português, Inglês e Espanhol parece refletir em uma leitura mais fluída por parte do sintetizador quando há termos em língua estrangeira no livro. Compreendes Muchacho?

Desenvolvedor: Fundação Dorina Nowill Para Cegos | Versão: 20140824 Gratuito

Baixe o DDReader 2014

3. MecDAISY

Logotipo do MecDaisy

O MecDAISY foi desenvolvido pelo Ministério da Educação em parceria com o Núcleo de Computação Eletrônica da Universidade Federal do Rio de Janeiro – NCE/UFRJ (desenvolvedora do DOSVOX). O resultado final dessa parceria é um leitor de livros digitais extremamente completo e fácil de usar.

Possui uma interface contrastante e com botões de reprodução do livro bastante acessíveis, facilitando a vida tanto dos usuários cegos quanto dos usuários com baixa visão.

Ainda em relação à interface o que chama atenção são as várias opções de configurações. Diferentemente do FSReader, o usuário pode alterar a fonte, as cores e o sintetizador do programa. Além de outras tantas opções de personalização.

Desenvolvedores: Ministério da Educação e NCE/UFRJ | Versão: 1.0 r678 Gratuito

Baixe o MecDAISY 1.0

Convertendo documentos do Word para DAISY

Sabe aquele tutorial do Virtual Vision com trocentas páginas que você arrumou na internet? Vira e mexe você precisa de uma informação, mas não sabe que página está, nem o capítulo?

Como diria Seu Creysson do finado programa Casseta e Planeta: “Seus pobremas se acabaram-se!”

Converter documentos do Word para DAISY é relativamente fácil, para tanto, basta instalar um plugin no seu editor de textos. Para o Microsoft Word você poderá baixar o plugin DAISY TRANSLATOR (há versões para Word XP, 2003 e 2007). Também há um plugin para o OpenOffice Writer que pode ser baixado na página de extensões do programa.

Após a instalação do plugin, surgirá no Menu Arquivo a opção para exportar o documento no formato DAISY.

Alguns Livros para baixar

Já sabemos o que é DAISY, escolhemos um programa para reproduzir livros, mas ainda não temos nada para ler!

Então podemos começar baixando os seguintes livros:

Se você, caro amigo internauta que acompanha o site, tiver outra sugestão de programa ou livro, compartilhe conosco, deixando um comentáiro com sua indicação. Agora o resto é com você!

«
»

3 Comentários

  • Milton Luiz Pereira em 16 de fevereiro de 2017

    Antes de me tornar dv total,nunca me interessei me por informática,de forma que,tenho dificuldades básicas e só com tutoriais com cara de sala de aula, no passo a passo consigo assimilar. Exemplo:Fazer dawnload,converter PDF em doc ou txt,instalar programas. Que tal uma sala de aula virtual?

    Responder
    • Ricardo de Melo em 16 de fevereiro de 2017

      Fala aí Milton, tranquilo?
      Estou começando a criar alguns tutoriais, dá uma olhada na aba Tutoriais.
      Com o tempo vou fazendo mais tutoriais como esse que você sugere. Leva tempo, mas fique sempre de olho.

      Quanto à uma sala de aula virtual, aguarde e confie (Como dizia o Didi!)

      Abraços!

      Responder
  • Irene Poeta em 16 de fevereiro de 2017

    Oi, Ricardo.

    Histórias de ninar para garotas rebeldes de Elena Favilli e Um defeito de cor de Ana Maria Gonçalves. Dois livros atuais que merecem ser lidos, mais que isso, precisam ser lidos.
    Concordo com o colega, acho que deveria nos dar aulas em vídeos, principalmente para pessoas como eu, um tantinho atrapalhadas. As vídeo aulas que fez, são muito boas e, devo dizer os tutoriais também e você saberá o quanto são bons, quando eu começar a me arriscar e experimentá-los. Rsrsrs

    Abraço,

    Responder

Fique a vontade para comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *