3 Programas para reproduzir livros digitais no formato DAISY

2530 Visualizações:
Comentários: 9
Curtidas:
Livros apoiando um notebook

A primeira vez que ouvi falar em DAISY achei que a pessoa estava falando de uma mulher chamada Deise. E para você não cometer esse mesmo engano ou ficar com cara de piso tátil quando o assunto for esse, segue uma explicação bem básica sobre essa tecnologia.

Um livro digital no formato DAISY (Digital Accessible Information System), em uma tradução livre Sistema Digital de Informação Acessível, é um formato de arquivo, que como o próprio nome sugere, faz com que o acesso à informação seja mais fácil às pessoas, beneficiando principalmente pessoas com deficiência visual.

Os livros nesse formato (DTB – Digital Talking Book) podem ser lidos em voz sintética, voz gravada ou em texto, além de oferecerem uma série de vantagens para os usuários. Entre elas podemos destacar:

  • Facilidade na Manipulação dos arquivos;
  • Possibilidade de ir diretamente para uma determinada página;
  • Navegar pelo índice do livro e ir direto à um capítulo ou seção específica;
  • Fazer anotações no livro;
  • Marcar um determinado trecho.

O formato DAISY, foi adotado pelo Ministério da Educação como um dos formatos de livros do Plano Nacional do Livro Didático e é reconhecido internacionalmente como o que há de mais moderno em acessibilidade de leitura.

E agora que já sabemos que DAISY não é uma mulher e sim um formato de livro digital, precisamos saber como reproduzi-los e onde podemos encontrar bons livros para ler no conforto do nosso lar.

Leia também: Como converter documentos em e-book no formato Epub ou Mobi

Dorina DAISY Reader

Logotipo do leitor de livro digital no formato daisy DDReader

Desenvolvido pela Fundação Dorina Nowill para cegos (Não diga!), o Dorina DAISY Reader é um leitor de livros digitais bastante completo. Possui uma interface com apenas três cores: preto, branco e amarelo, facilitando a leitura de livros por pessoas com baixa visão.

O fato de possuir versões em três idiomas: Português, Inglês e Espanhol parece refletir em uma leitura mais fluída por parte do sintetizador quando há termos em língua estrangeira no livro. Compreendes Muchacho?

MecDAISY

Logotipo do leitor de livro digital no formato Daisy MecDaisy

O MecDAISY foi desenvolvido pelo Ministério da Educação em parceria com o Núcleo de Computação Eletrônica da Universidade Federal do Rio de Janeiro – NCE/UFRJ (desenvolvedora do DOSVOX). O resultado final dessa parceria é um leitor de livros digitais extremamente completo e fácil de usar.

Possui uma interface contrastante e com botões de reprodução do livro bastante acessíveis, facilitando a vida tanto dos usuários cegos quanto dos usuários com baixa visão.

Ainda em relação à interface o que chama atenção são as várias opções de configurações. Diferentemente do FSReader, o usuário pode alterar a fonte, as cores e o sintetizador do programa. Além de outras tantas opções de personalização.

FSReader

O FSReader é o leitor de livros digitais da família JAWS, ou seja, foi desenvolvido pela Freedom Scientific. Teoricamente ele vem instalado por padrão desde a versão 6.0 do leitor de tela JAWS. Digo teoricamente porque só me lembro de ter tomado conhecimento deste programa na versão 11.0 do JAWS.

Um dos pontos positivos do FSReader é justamente a integração com o JAWS. Digamos que eles foram feitos um para o outro. Outro ponto positivo é a simplicidade do programa. Basicamente só há dois painéis bem distintos: o painel superior mostra o índice do livro e o painel inferior mostra o conteúdo do que foi escolhido no painel superior.

O que falta ao FSReader é uma maior possibilidade de configuração por parte do usuário. Mentira! Na verdade o FSReader não tem opção nenhuma para configuração ou personalização do mesmo. No final das contas o que importa mesmo é ter acesso ao livro e isso ele faz com muita tranquilidade.

Convertendo documentos do Word para o formato DAISY

Sabe aquele tutorial do Virtual Vision com trocentas páginas que você arrumou na internet? Vira e mexe você precisa de uma informação, mas não sabe que página está, nem o capítulo?

Como diria Seu Creysson do finado programa Casseta e Planeta: “Seus pobremas se acabaram-se!”

Converter documentos do Word para DAISY é relativamente fácil, para tanto, basta instalar um plugin no seu editor de textos. Para o Microsoft Word você poderá baixar o plugin DAISY TRANSLATOR (há versões para Word XP, 2003 e 2007). Também há um plugin para o OpenOffice Writer que pode ser baixado na página de extensões do programa.

Após a instalação do plugin, surgirá no Menu Arquivo a opção para exportar o documento no formato DAISY.

Alguns Livros no formato DAISY para baixar

Já sabemos o que é DAISY, escolhemos um programa para reproduzir livros, mas ainda não temos nada para ler!

Então podemos começar baixando os seguintes livros:

Se você, caro amigo internauta que acompanha o site, tiver outra sugestão de programa ou livro, compartilhe conosco, deixando um comentáiro com sua indicação. Agora o resto é com você!

Ricardo De Melo
WRITTEN BY

Ricardo De Melo

Web Designer, Especialista em SEO , WordPress, E-commerce, Marketing Digital e Acessibilidade Web. Atualmente, trabalha como Web Designer na instituição LARAMARA. Nessa instituição, também atuou como professor de informática acessível e tecnologias assistivas para pessoas com deficiência visual por 7 anos. Idealizador dos blogs: O AMPLIADOR de ideias e HEINRIC

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

9 comentários em “3 Programas para reproduzir livros digitais no formato DAISY

  1. rICARDO, O QUE VOCE ACHA DO sara ce DA feedom Scie

  2. · 23 de janeiro de 2019 às 08:44

    Eu escrevi um livro quando já estava perdendo a visão é lancei livro de papel mesmo como faço para Meu livro isto é da minha autoria ser um livro digital tenho muitas dúvidas no ajude.

    • Olá Márcia, bom dia. Desculpa a demora em te responder.
      Dá uma olhada na internet sobre o formato epub. Tenho um artigo em fase de acabamento sobre o tema. Assim que publicar te aviso.

  3. Oi, Ricardo.

    Histórias de ninar para garotas rebeldes de Elena Favilli e Um defeito de cor de Ana Maria Gonçalves. Dois livros atuais que merecem ser lidos, mais que isso, precisam ser lidos.
    Concordo com o colega, acho que deveria nos dar aulas em vídeos, principalmente para pessoas como eu, um tantinho atrapalhadas. As vídeo aulas que fez, são muito boas e, devo dizer os tutoriais também e você saberá o quanto são bons, quando eu começar a me arriscar e experimentá-los. Rsrsrs

    Abraço,

  4. · 1 de abril de 2017 às 09:59

    Antes de me tornar dv total,nunca me interessei me por informática,de forma que,tenho dificuldades básicas e só com tutoriais com cara de sala de aula, no passo a passo consigo assimilar. Exemplo:Fazer dawnload,converter PDF em doc ou txt,instalar programas. Que tal uma sala de aula virtual?

    • Fala aí Milton, tranquilo?
      Estou começando a criar alguns tutoriais, dá uma olhada na aba Tutoriais.
      Com o tempo vou fazendo mais tutoriais como esse que você sugere. Leva tempo, mas fique sempre de olho.

      Quanto à uma sala de aula virtual, aguarde e confie (Como dizia o Didi!)

      Abraços!

      • Olá Ricardo de Melo

        Ouvi os comentários sobre você e sua disposição em fazer vídeos aula para aprendermos informática. é o que estou procurando aprender. Mas, nem sempre consigo pegar através dos vídeos. Uma vídeo aula é o ideal.
        estou aprendendo a usar o balabolka e estou gostando.
        Preciso agora saber ccomo faço para atualizar o balabolka que sempre pede novas atualizações

        Muito obrigada.

        Marli

        • Olá Marli, tudo bem?
          Obrigado pelo comentário!
          Estou tentando me organizar para produzir novas vídeoaulas, assim que tiver, estarei publicando no Youtube e na seção “Vídeoaulas” aqui do blog.
          Sobre o Balabolka, basta entrar no site oficial e baixar a versão mais atual.
          Abraços!