TOPO
Publicado na categoriaNotícias

Jovem cego torna app de caronas acessível

No Brasil, aplicativos de caronas estão provocando discórdia por ameaçarem o trabalho de taxistas. Nos Estados Unidos, no entanto, eles se popularizaram – e um deles ganhou ontem, recursos de acessibilidade para pessoas com deficiência visual.

O Gett integrou leitores de tela para iOS e Android graças à iniciativa do israelense Adir Kushnir, 17 anos. O adolescente, que é cego desde o nascimento, tentou usar o app, mas o leitor de tela não funcionou. Por isso ele entrou em contato com a empresa.

A Gett respondeu e, em abril, contratou Kushnir para trabalhar no time que tornaria o app acessível. Além de integrar o aplicativo a leitores de tela, a companhia atualizou o sistema para que ele permitisse que os motoristas aceitassem cães-guia.

Kushnir é autodidata. O estudante do ensino médio aprendeu a fazer códigos em seu tempo livre. Por ora, ele diz que não tem planos de estudar ciência da computação ou se tornar um programador depois de se formar.

“Não é minha missão tornar o aplicativo acessível para essas empresas”, disse ele. “Minha missão é ensinar essas empresas a fazer seus apps acessíveis desde a concepção”, destaca o jovem.

Ao “International Business Time”, o presidente da Gett, Shahar Waiser, admitiu que a companhia não focava acessibilidade em seus apps. “Nós não sabíamos que não sabíamos.” E completou: Eu tenho que dar todo o crédito para Adi. Ele veio até nós e disse: “Posso fazer seus aplicativos 100% acessíveis.”

Segundo Shmulik Tal, chefe do departamento de tecnologias móveis da Gett, “é impressionante que um menino de 17 anos entre na empresa e se ofereça para nos ensinar”. Ele diz que o projeto foi inspirador e que espera que a experiência permita que outras companhias façam o mesmo.

Fonte: QSocial

«
»

Fique a vontade para comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *